Preta Portê Filmes

A Preta Portê Filmes foi fundada em 2009 com o objetivo de criar, desenvolver e produzir projetos audiovisuais que aliem arte e comunicação para um mercado atual e diversificado. Com foco em cinema de inclinação social e de relevância artística, buscamos construir um conjunto de obra multicultural que contribua para o progresso humano e que promova a diversidade em todos os âmbitos.

 

A DIRETORA

ju-vic-site

Juliana Vicente, diretora, roteirista, produtora e fundadora da Preta Portê Filmes, é constantemente citada entre as mais importantes diretoras do cinema brasileiro contemporâneo. Criadora e diretora de Afronta!, série, disponível nos cinco continentes onde a Netflix está presente, integrou o grupo Berlinale Talents, no Festival de Berlim (2015). No mesmo ano recebeu o prêmio Camera D’Or no Festival de Cannes com a coprodução A Terra e a Sombra.

Dirigiu também o documentário Leva, vencedor do New York Film Festival (2012, Social Issues), foi convidada para fazer parte do programa internacional Why Poverty? com o documentário Mauá: Luz ao Redor, coprodução brasileira/sul-africana exibida no TIFF, IDFA e distribuída em mais de 60 canais de televisão internacionais. Entre suas outras obras de impacto social e mérito artístico, recebeu mais de 100 prêmios dos mais importantes festivais de cinema do mundo.

Realizou o videoclipe Marighella, dos Racionais MCs (o maior e mais expressivo grupo de RAP da América Latina), premiado como Vídeo do Ano no VMB (MTV, 2012). Está dirigindo o documentário original para uma importante plataforma de streaming sobre a carreira do grupo. É diretora e roteirista de Diálogos com Ruth de Souza (pós-produção), produtora de Lili e as Libélulas de René Guerra (pós-produção). Está desenvolvendo seus longas-metragens As Crias do Rap e Cores de Maio; seu primeiro longa-metragem de ficção, uma sequência do curta Cores e Botas, que aconteceria 15 anos depois. O curta iniciou sua carreira de destaque, foi exibido e premiado em mais de 50 festivais pelo mundo e tornou-se uma referência no Brasil, além de ter sido oficialmente incorporado à educação como ferramenta de construção de um Brasil anti-racista.

Hoje ela participa de diversas palestras e workshops. Foi indicada ao maior prêmio feminino da América Latina na categoria Cultura, por sua contribuição ao cinema brasileiro e ao desenvolvimento da Preta Portê Filmes. Idealizadora da Escola da Preta (espaço de intercâmbio e apoio e desenvolvimento para negros e indígenas no mercado audiovisual) e da TV Preta (plataforma de divulgação de conteúdos do Brasil e da Diáspora).

Blog da Preta

Fique ligado nas novidades!
afronta_mundnegro

AFRONTA! no Estadão

A série Afronta!, da diretora Juliana Vicente, e o dcoumentário “AmarElo – É Tudo Pra Ontem”, do produtor Fiótio, representam o crescimento da procura por documentários em plataformas de streaming.

mais
PLANET_AP_LAUNCH_1200x630_22-996x515

Estamos no AFROPUNK!

Com participação da diretora de Juliana vicente, Preta Portê Filmes marcou presença no Planet AFROPUNK , o maior festival de cultura preta do mundo!

mais
papo-preto

Washington Deoli estreia como diretor no Papo (P)reto

Washington Deoli faz sua estreia como diretor em Papo (P)reto. O projeto, que tem como tema central a masculinidade do homem negro, foi o vencedor do 11º Doc Futura, e entra em produção em 2021.

mais

Quem somos?

A Preta Portê Filmes é uma produtora de cinema e conteúdo audiovisual para TV e outras mídias. Navegue pelo site e conheça mais sobre o nosso trabalho!

Entre em contato

Tel: + 55 11 2507 3503 / 2507 3506

contato@pretaportefilmes.com.br